Doze anos sem Kara Veia. O Rei das Vaquejadas continua vivo na memória dos forrozeiros

Morte de Kara Veia
No dia em questão, 27 de março de 2004, Kara Veia tirou a própria vida em seu apartamento, com um tiro na cabeça. Ele estava em seu apartamento e seu pai, que estava com ele, relatou que o cantor estava muito perturbado no dia e o havia pedido para ir buscar uma caneta no carro. Quando ele voltou, viu seu filho no chão. Na época a a ex-esposa do cantor, com quem teve um filho, foi dada como um dos motivos do suicídio, já que os dois vinham se desentendendo por ciúmes e questões financeiras.

O Rei das Vaquejadas, assim ele era conhecido e é lembrado até os dias de hoje, pessoas mais novas podem não conhecer a fundo a história do cantor e confesso que nem mesmo este que escreve sabia muito há alguns anos, mas conhecer a obra de Kara Veia é quase obrigação para todos aqueles que apreciam o Forró de Vaquejada hoje em dia, que tem como principais nomes atualmente Arreio de Ouro e Mano Walter.
Antes de sua carreira solo, Kara Veia passou 11 anos formando dupla com “Perreca”, até o lançamento de seu segundo CD, onde estourou de vez. Vale lembrar que seu primeiro CD tinha muito mais toadas, a cantoria do vaqueiro, do que Forró. Já do segundo em diante o Forró dominou definitivamente o seu estilo, mas sem esquecer as origens.
Podemos ver como a morte do cantor foi prematura quando vemos que ele faleceu em 2004, mas estourou e começou a fazer sucesso de verdade em 2001, com a música “Foi você”, que pode ser escutada logo abaixo.

Foi aí que Kara Veia, que além de cantor era locutor de vaquejadas, alcançou o tão sonhado sucesso. O seu segundo CD, que vinha com a música “Foi você”, ultrapassou as 80 mil cópias vendidas, número expressivo para um cantor que até aquele momento era desconhecido e que tinha um estilo musical diferente dos demais.
Esse foi apenas o primeiro grande sucesso de Kara Veia, que ainda gravou inúmeras músicas que são lembradas e tocadas até hoje, seja por rádios ou bandas em grandes vaquejadas. Nós destacamos duas delas. A primeira é “Filho sem sorte”, ouça abaixo.

Kara Veia teve pouco tempo para mostrar o seu trabalho. O grande sucesso veio em 2001 e sua morte precoce aconteceu três anos depois, apesar desse pouco tempo, ele deixou sua marca na música nordestina. Há 12 anos Chã Preta, sua cidade natal, em Alagoas, chora a perda de seu filho mais ilustre, mas com muito orgulho de ter visto o seu talento se espalhar por toda uma região e inspirar tantos outros cantores nos anos seguintes.
Fica aqui a lembrança do Sua Música e do Portal Mundo Forrozeiro para o eterno Kara Veia, o Rei das Vaquejadas.


Deixe seu Comentários: